quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Infantilidades

A cena decorre num descampado. Ao longe  estão casas, que deitam fumo das chaminés.

Gustavo - Andreia...
Andreia - Sim?
Gustavo - És tão bela...         (e tu és tão dela)
Andreia cora.
Gustavo -  E és intelectualmente interessante.
                 Tens bons gostos musicais.
                 És estranhamente encantadora.
                 Parece que saíste de um filme da Disney.
Riem-se.
                 Mas não te amo.
Andreia - Porquê?
Gustavo - Porque também és infantil.
Andreia - Não sou nada!
Gustavo - Se não és aparentas. Se aparentas é porque ou o és, ou queres ser.
Andreia olha-o estupefacta.
Andreia - Sou infantil, sim. Mas porque te amo, e tu és infantil.
Gustavo - Criticar. Que infantilidade.
Andreia - Dizer "não". Que infantil.

Pano.

1 comentário:

  1. WOW! Está muito bem!!! Gostei bastante!

    Anónimo 2

    ResponderEliminar